Sobre os noivos (pelo Igor)

Na maioria das vezes falar sobre si é uma tarefa árdua. Mas iremos tentar contar um pouco da nossa história a vocês e, juramos, seremos breves.

Nos conhecemos em meados do ano de 2004. Apesar de estudarmos na mesma classe, não tinhámos tanto contato. Foi em 2006 que passamos a trocar algumas palavras dentro do círculo social. Brotou-se uma amizade inesperada e muito sincera, firme e de extrema confiança. O tempo passou e foi cada um para o seu canto. Ela foi seguir a carreira de jornalista e depois o empresariado. Eu fui empentelhar várias áreas e até hoje não sei ao certo se sou advogado ou técnico bancário, ou nada disso e vice versa. Enfim, isso não interessa agora. Voltemos ao casamento.

Ficamos sem contato mesmo por um longo período. Uma vez ou outra aquele "oi td bem ?" "td, e c vc ?" "tb"................ Depois de 7anos (SETE ANOS) eu passando o ano novo 2012/2013 com alguns amigos em Salinas-PA, confessei a um deles que estava com planos mais além dos que eu andava fazendo, que a mesmice do ano de 2012 iria mudar e que eu estava pressentindo que algo de bom me aconteceria, mesmo que a longo prazo, mas não sabia do que se tratava.

4 dias depois, eis que o destino me pregou uma das mais belas peças de minha vida: cá eu estou em um bar super chique da cidade, chamado "Meu Garoto" haha. Ela também estava, comemorando aniversário de uma amiga (que por sinal é demoiselle deste casório). Trocamos ideias, palavras e carinho. Bastou 10 minutos para eu me encantar novamente com o jeito dela, relembrar momentos de 7 anos atrás que passamos e que ficou perdido no tempo. Momentos que quando recordados te trazem uma bela situação. Momentos que atualmente não vivemos com qualquer um pela correria do dia a dia e instransigência temporal social. E bastou 10 minutos para eu reparar que aquele sorriso encantador estava ali do lado novamente, agora sem obstáculos relacionamentais.

Bastou 24h depois daquela noite para eu querer retornar ao mesmo local que ela e ter novamente aquela conversa recheada de histórias, prazeres e alegrias. Compartilhar sentimentos que vieram com o tempo e aferir novos olhares a determinadas coisas. Dali passamos a nos aproximar, a aproximar nossa rotina, a convites inesperados a lugares que há 1 mês atrás eu não imaginava ter aquela companhia. Depois de alguns dias aquilo tudo não saia da minha cabeça, tomava conta do meu dia a dia, de meus pensamentos, de meus diários imaginários e de meu bate papo cotidiano. Não havia outra saída a não ser me deixar ir... No dia 28/01/2013 começamos a namorar. Desde então sou alguém melhor e completo.

Sem conseguir controlar o coração eu fui e nunca mais quero voltar. E a recíproca até hoje me mostra diariamente que eu estava certo e que Deus colocou ali um de seus dedos na nossa história. Carol foi uma benção que recebi, uma mulher linda, filha exemplar, companheira e meu maior amor. Não havia outra pessoa para estar ao meu lado no altar. A partir daí, alguns de vocês já sabem. E quem não sabe pode sentar conosco que iremos compartilhar o andar dessa história. ;)

Igor B. Gonçalves